São Paulo - A intenção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de cortar a produção, em reunião que será realizada em novembro, pode gerar novas tensões no grupo de países membros segundo o IMC Research e o banco Barclays.

De acordo com o banco, as mudanças que a Opep deseja implementar não incluem Nigéria, Líbia e Irã, fazendo com que Arábia Saudita, Kuwait e Emirados Árabes Unidos arquem com a maior parte do corte.

No entanto, há relutância dos dois últimos países, podem fazer com que a Arábia Saudita seja a maior prejudicada caso o corte realmente ocorra. Segundo o IMC Research, a decisão pode "reacender tensões no grupo de países da Opep".

Já a Jadwa Investiment afirma que deve haver corte de uma pequena quantidade da produção, o que seria "mais parecido com um congelamento do que com um corte imediato".

A intenção da Opep é a de estabilizar os preços do petróleo a cerca de US$ 50,00 o barril.

Tópicos: Combustíveis, Opep, Energia, Petróleo

Fonte: Epoca

17/10/2016 10:30

[125]

 

 


 

Embraer prevê em 2019 entregar de 85 a 95 jatos comerciais a executivos

As receitas devem ficar entre US$ 5,3 bilhões e US$ 5,7 bilhões, enquanto estima atingir margem Ebit consolidada de aproximadamente zero em 2019

As 30 PMES mais amadas pelos funcionários (a campeã está recrutando)

Confira o único ranking espontâneo de satisfação profissionais do Brasil com as pequenas e médias empresas mais felizes

Cantora Alicia Keys apresentará cerimônia do Grammy

Keys substituirá James Corden, o popular comediante britânico que apresentou a premiação nos dois últimos anos

Ver todas as noticias

 

Datacard - Ribbon Black SP 25 Plus
Datacard - Ribbon Black SP 25 Plus
P/N: 552954-604 

por apenas: R$ 215,00

     
Fita Zebra Preta p/ 1000 impressões (P110i, P120i)
Fita Zebra Preta p/ 1000 impressões (P110i, P120i)
P/N: 800015-901 

por apenas: R$ 135,00

     
Impressora Evolis Pebble 4 Basic  [DESCONTINUADA]
Impressora Evolis Pebble 4 Basic [DESCONTINUADA]
P/N: EVL0003 

por apenas: sob consulta